O Núcleo do Grupo de Pesquisa em Inclusão, Movimento e Ensino a Distância (NGIME)  é um grupo de pesquisa multidisciplinar da Faculdade de Educação Física da UFJF que agrega pesquisadores de instituições do Brasil e do Exterior para desenvolvimento em conjunto de atividades de ensino, pesquisa e extensão que contemplem a discussão sobre Educação Física Inclusiva.

No ensino desenvolve cursos de pós-graduação na modalidade à distância para educadores de todo Brasil, com a proposta de ser agente efetivo de mudanças, na medida que, em parceria com entidades governamentais, atua como capacitador para que estes promovam a inclusão de crianças em jovens com deficiência em suas aulas de educação física. Na modalidade presencial oferece ainda o curso de “Aspectos Metodológicos e Conceituais da Pesquisa Científica” voltado para a elaboração e desenvolvimento de projetos de pesquisa científicos.

Na extensão atua na comunidade com projetos de atividades físicas como dança, ginástica, natação e paradesporto para crianças e adultos com diversos tipos de deficiência, além de mulheres com câncer. No âmbito da pesquisa desenvolve estudos em parcerias nacionais e internacionais sobre a temática da dança em cadeira de rodas e sobre a inclusão das pessoas com deficiência na sociedade, tendo como linha de trabalho as questões sobre corpo, subjetividade, inclusão e educação em Ead, utilizando como metodologia a Análise de discurso. As produções são apresentadas através de publicações nacionais e internacionais que incluem diversos livros e artigos científicos, importantes na discussão para a construção de uma sociedade mais igualitária.

Linhas de pesquisa

A área de concentração das pesquisas realizadas pelo NGIME agrega duas linhas. A primeira, denominada “Inclusão e Movimento Humano”, trata do estudo do movimento humano em suas diferentes formas e manifestações, nos campos da dança e da atividade física esportiva, bem como da relação desses movimentos com as doenças crônico-degenerativas.
Ainda dentro desta linha, subdividem-se três sublinhas: Educação Física Inclusiva, Dança e Deficiência e Atividades Físicas e Doenças Crônico-Degenerativas.
Na segunda linha, as pesquisas se voltam para o “Ensino a Distância”, englobando estudos na área de Ead e a sua relação com a temática “Inclusão e Movimento Humano”. Nesta linha, também se encontram três sublinhas: Políticas Públicas, Metodologia de Ensino e Acompanhamento e Avaliação.

A produção dessas duas linhas de pesquisa contribuem para a consolidação dos saberes no campo da Educação Física Inclusiva, visando à construção do conhecimento e sua difusão, buscando proporcionar a inclusão das pessoas com deficiência em todos os sentidos.

Com as pesquisas desenvolvidas nesses grupos de estudos do NGIME, tem-se por objetivo a produção de artigos científicos para publicação em revistas conceituadas da área de educação física, além da publicação de livros que são lançados pela Editora NGIME.

Fazem parte destes grupos, pesquisadores doutores, mestres e especialistas das áreas de Educação Física, Pedagogia e Antropologia.

Confira aqui a página de cadastro do grupo no CNPq. 

Projetos

PESQUISAS EM CONVÊNIO COM UNIVÁS
Convênio de cooperação mútua entre o NGIME e a Universidade do Vale do Sapucaí (Univás), por meio do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem, busca compreender a temática da inclusão no contexto cultural, através da metodologia da Análise do Discurso. O objetivo é o desenvolvimento de pesquisas, eventos científicos, atividades de extensão e publicações.

Fruto dessa parceria, em 2014 foi lançado o título “Discursos sobre a inclusão”, organizado por Eliana Lucia Ferreira e Eni P. Orlandi, pesquisadoras brasileiras de referência na metodologia da Análise do Discurso. Esta obra trata da pluralidade de discursos que recolocam a questão da inclusão em um universo mais amplo de possibilidades de compreensão, das marcas históricas e dos sentidos das relações sociais.

A trilogia “A travessia da diversidade”, que em breve será lançada conta com pesquisas conjuntas de colaboradores do NGIME e da UNIVÁS abarcando três volumes: Cultura e Diversidade, Sociedade e Diversidade, Arte e Diversidade. Estes títulos buscam refletir acerca da diversidade e sua atualidade, através da perspectiva discursiva da análise da linguagem.

ACESSIBILIDADE NO ENSINO SUPERIOR

Convênio com a Universidade Estadual de São Paulo (UNESP) no desenvolvimento do projeto “Acessibilidade no Ensino Superior”, financiado pelo Observatório da Educação (OBEDUC) da Capes.

O projeto tem o objetivo de mapear a inclusão de pessoas no ensino superior, visando à melhoria das condições de acesso e permanência de pessoas com deficiência nas universidades brasileiras. Além disso, visa à produção de materiais didáticos acessíveis que viabilizem o processo de inclusão no ensino superior.

COORDENAÇÃO DE ACESSIBILIDADE UFJF

Convênio de cooperação mútua com a Coordenação de Acessibilidade Educacional, Física e Informacional da UFJF, que tem como objetivo o desenvolvimento de um trabalho de colaboração em atividades educativas e de conscientização sobre a inclusão e acessibilidade das pessoas com deficiência dentro do campus da UFJF.

Promove minicursos, palestras, atividades de extensão e encontros que visam estabelecer um diálogo com a comunidade acadêmica, especialmente os alunos da UFJF, sobre questões relacionadas à deficiência e seus paradigmas, de modo a fomentar discussões que ofereçam mecanismos para que todos possam aprender a interagir com a diferença social.
CBDCR
Convênio de cooperação com a “Confederação Brasileira de Dança em Cadeiras de Rodas” que visa o desenvolvimento de um trabalho de colaboração nas áreas educacional, cultural, artística e esportiva.

Por meio desta parceria, o NGIME promove anualmente o Curso de Dança em Cadeira de Rodas e o Campeonato Brasileiro de Dança em Cadeira de Rodas. Estas iniciativas visam promover a difusão dessa modalidade de dança na sociedade, com atividades educativas e que promovam a conscientização acerca da dança voltada para pessoas com deficiência.